Cíntia Martin

Cintia Martin 2

  Cíntia Martin iniciou seus estudos na dança em 1978, no Centro Profissional da Dança Ballet Dalal Achcar, onde cursou Ballet, Jazz, Sapateado e Dança Caráter até 1988. Concentrou seus estudo no sapateado a partir de1987. Fez cursos com grandes mestres, como Savion Glover, Brenda Bufalino, Gregory Hines, Barbara Duffy, Harold Nicholas, Jimmy Slyde, Buster Brown, Margaret Morrison, Baakari Wilder, Tony Waag, Van Porter, Sam Weber, Max Pollak, Gene Medler, Robert Reed, Jason Samuels, entre outros. Fez um curso individual intensivo em 1999 com Brenda Bufalino, na cidade de New Paltz, nos EUA.

  Integrou a Cia. Dá No Pé, no Rio de Janeiro, em 1988, iniciando sua carreira profissional e atuando em seu primeiro musical de teatro, a peça infantil “A Pipa”. Em 1996, em New York, foi presenteada, juntamente com Cintia Chamecki, por Brenda Bufalino, com um duo improviso no “Gertrude’s Nose – A Tap Opera”. Em 1997, lançou sua primeira publicação, “A Arte do Sapateado em Pequenas Dicas”, em formato de apostila, uma das primeiras fontes de referëncia em português sobre sapateado. Em 1998, inaugurou a “TapWeb Cintia Martin”, site dedicado ao sapateado que conta um pouco de sua experiência, com fotos, links, entrevistas, cadastros, debates e dicas.

  Em 2000, criou a “Companhia Claquettes”, desenvolvendo trabalhos coreográficos baseados nos mais diversos ritmos e estilos musicais. De 2000 a 2002, a companhia se apresentou em eventos de dança pelo Brasil, incluindo os espetáculos “Afinando” e “Tributo ao Sapateado”, em 2002 no Rio de Janeiro, com coreografias e direção dela. Participou do 1° New York City Tap Festival”, em 2001, apresentando coreografia baseada em ritmos brasileiros nas duas apresentações da noite “Tap Internationals”. Neste mesmo ano entrou no  “Who’s Who in Tap”, lista dos grandes performers do sapateado da Tap Dance Homepage.

  Durante todos estes anos, vem ministrando cursos, palestras e performances em diversas cidades brasileiras, como Rio de Janeiro, Curitiba, Campinas, Goiânia, Brasília, Uberlândia, Araguari, Ribeirão Preto, São José dos Campos, Joinville, Santos e outras, participando também, como mestra, coreógrafa e/ou jurada, de importantes festivais pelo Brasil, como o “Dança Ribeirão”, a edição de 20 anos do “Festival de Dança de Joinville”, onde foi mestra e jurada, o festival “Passo de Arte” em 2003 e 2004 em Santos, entre outros.